20 de jun de 2011

A expedição TARA chega ao Arquipélago de Galápagos


By Aurore de La Morinerie

Tara Oceans encontra um bom exemplo de projeto em Galápagos, na Ilha Floreana.

A Ilha Floreana abrange 173 quilômetros quadrados e está situado no sul do arquipélago de Galápagos. Esta ilha exemplifica os principais problemas enfrentados pelo arquipélago.
Desde o início do século 19, a presença humana tem levado à destruição de habitats naturais, espécies invasoras foram introduzidas e espécies nativas destruídas.
O projeto "Floreana"tem uma proposta integrada que visa a restauração dos ecossistemas da ilha. É co-dirigido pela Fundação Charles Darwin e a Galapagos Conservancy .

Declarada pela UNESCO como uma Reserva da Biosfera, Floreana é a menor das quatro ilhas habitadas de Galápagos e foi especialmente devastada por espécies invasoras, que destruiu parte do habitat natural.

By Aurore de La Morinerie

Um recente inventário identificou uma dúzia de espécies que já estão extintas em Floreana, entre as quais a tartaruga gigante, Geochelone elephantopus e Sicyos villosus o pepino. A perda da tartaruga Floreana é particularmente desconcertante para eles, que são "engenheiros" do ecossistema, desempenhando um papel fundamental na formação e manutenção do meio ambiente de Galápagos.

Parceiros:

Fase I: Associação dos Amigos de Galápagos, Durell Wildlife Conservation Trust, Keidanren Nature Conservation Fund, Fundação Veolia Environnement e Fundação Príncipe Albert II de Mônaco.
Fase II: Conservancy Galápagos - support for Soil Survey e Fundação Príncipe Albert II de Mônaco.

Fonte: Fundação Príncipe Albert II de Mônaco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário